sexta-feira, 21 de agosto de 2015

ALÉM DE CORRUPTOS, A DILMA E LULA SÃO MUITO BURROS E INCOMPETENTES





Hoje daria uma sugestão para a DILMA e contribuição para o povo brasileiro, principalmente os mais humildes.

O tema é Saúde Pública, mas não baterei na mesma tecla do caos e como piorou nesses últimos 13 anos, pois todos já conhecem o problema e os responsáveis: o LULA, a DILMA, o #PTtanic e o PMDB.

Quando O LULA e a DILMA ficaram doentes ou quando tem algum problema de saúde, vão direto para o hospital particular Sírio-Libanês em São Paulo, um dos melhores e mais caros do Brasil.
Porque não vão para o SUS ou para o convênio médico dos servidores públicos?
E nós pagamos a conta.

Mas quero explorar como eles e suas equipes são burras e incompetentes e que existem soluções simples para melhorar a saúde pública.

Primeiro é importante lembrar que o Brasil é o país do mundo onde existe o maior número de médicos do mundo em relação ao total da população. E a maioria deles trabalha para o governo.

Ou seja, não faltam médicos no país. Para que importar médicos de Cuba?
Fora que tem péssima formação e nem podem ser considerados como médicos. Estão cometendo barbaridades com a população.

Nosso problema é muito simples: grande parte dos médicos do serviço público não aparece para trabalhar.

TODOS eles têm outra atividade, seja um consultório particular, um trabalho em uma empresa privada de saúde, fazem cirurgias em hospitais particulares, etc.

E é claro que dão prioridade para essas outras atividades em detrimento do serviço público, até porque é muito difícil demiti-los.

Na verdade eles entram para o serviço público apenas para garantir uma aposentadoria com salário integral e também para preencher algum tempo vago nas suas agendas.

Claro que há exceções.

Se a DILMA e o LULA não perdessem tanto tempo fazendo roubalheiras e politicagem durante tantos anos, talvez tivessem ido a um posto de saúde e verificariam que apenas a metade dos médicos com plantão naquele dia estariam trabalhando.

Acho que até um semi-analfabeto como o LULA conseguiria enxergar.

E não adianta colocar livro de ponto ou o velho cartão de ponto. É muito fácil ludibriar e fazer outra pessoa registrar a presença. Dessa forma, recebem o salário integral, como se tivessem trabalhado normalmente.

Existe uma tecnologia, já consolidada há 10 anos, que é a BIOMETRIA que identifica as pessoas pelas digitais ou pelo olho. E hoje é muito barato implantar um sistema desse tipo para registrar a presença dos médicos, tanto na entrada, como na saída do trabalho. E descontar do salário as faltas, atrasos e saídas antecipadas.

Rapidamente dobraria a capacidade de atendimento do serviço de saúde público à população.

Sobrariam médicos. Ótimo. Tem que colocá-los como “Médicos da Família”, indo até as comunidades mais carentes para fazer medicina preventiva antes que as pessoas fiquem doentes. É muito mais barato do que fazer medicina corretiva e melhora a qualidade de vida das pessoas.

Em paralelo deveria ser implantado um sistema de premiação para os médicos com maior resolutibilidade, pois não adianta atender o paciente e não resolver o seu problema.

Claro que a saúde pública tem outros problemas, mas as soluções acima são fáceis e requerem pouco investimento, aliviando rapidamente uma boa parte dos problemas dos mais carentes.
 

Entre para o Grupo do Facebook “Mauro Bernacchio contra a Corrupção e Incompetência”
https://www.facebook.com/groups/Mauro.Bernacchio/

Quem tem muitos amigos no Facebook ou participa de Grupos com muitas postagens, pode acabar “perdendo algumas”.

Neste Grupo é feita apenas uma postagem por dia e todos podem opinar, trocar informações e também acrescentar nos comentários outros links do Facebook ou de outros lugares, compartilhando informações.

Depois de entrar, você pode incluir outros amigos de forma imediata, sem necessidade de autorização.

 

 

 

 

Um comentário :

Rafael Marques disse...

Segundo o ministro da saúde ele se trata no SUS. Acredita se quiser. Todos os parlamentares no Brasil e seus familiares se tratam no Sírio, Oswaldo Cruz etc. Planos de saúde pago por nós.